9 Julho, 2019

SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS – Internacionalização

As Ações Coletivas são complementares aos sistemas de incentivos e visam potenciar a montante e a jusante, os resultados com a criação ou melhoria das condições envolventes, com particular relevo às associadas a fatores imateriais de competitividade de natureza coletiva, que se materializem na disponibilização de bens coletivos ou públicos capazes de induzir efeitos sustentáveis na internacionalização da economia e não passíveis de apropriação privada ou de conferir vantagem a uma empresa individualmente considerada ou a um grupo restrito de empresas.

Desta forma, as ações coletivas devem, cumulativamente, assegurar as seguintes condições:

a) Evidenciar uma natureza coletiva, abrangente e não discriminatória que possa responder a riscos e oportunidades comuns de um conjunto alargado de empresas;

b) Garantir a ampla publicitação dos seus resultados, complementada por ações de demonstração e disseminação;

c) Assegurar a disponibilização livre e universal de todos os bens e serviços produzidos, sem benefício particular para qualquer entidade.

O presente Aviso tem como objetivo o reforço, ainda que indiretamente, da capacitação empresarial de PME para a internacionalização, com vista a promover o aumento das exportações e da visibilidade internacional de Portugal.

No âmbito da internacionalização, os apoios a ações coletivas intervêm de forma direta no contributo para o reconhecimento e associação internacional da imagem de Portugal à qualidade e sustentabilidade dos bens e serviços produzidos no país (da sua sofisticação e inovação) e, por outro lado, na disponibilização às PME de bens e serviços coletivos que potenciem mais e melhor inteligência económica na competitividade nos mercados internacionais.

Estas linhas de ação visam aumentar, por um lado, a atratividade para o país de conhecimento e investimento qualificado e, por outro, responder a segmentos mais qualificados da procura nos mercados internacionais.

O âmbito específico deste Aviso visa o apoio a projetos que desenvolvam ou reforcem estratégias coletivas de internacionalização, preferencialmente, direcionadas a PME, através de uma ou mais das seguintes ações:

– Campanhas coletivas de promoção internacional, nomeadamente através da definição de campanhas de meios para a promoção da imagem e oferta nacionais nos mercados internacionais, bem como de presenças institucionais em certames internacionais de referência;

– Identificação de oportunidades e constrangimentos de acesso a novos mercados;

– Desenvolvimento de processos colaborativos de internacionalização, através do desenvolvimento de plataformas de partilha de conhecimento e capacitação sobre os mercados externos;

– Promoção internacional da oferta de produtos e serviços diferenciados e de maior valor acrescentado;

– Atividades de prospeção, com aproveitamento de sinergias existentes, quer nos mercados já consolidados quer na penetração em novos mercados.

São suscetíveis de apoio os projetos na área de internacionalização que visem as seguintes tipologias:

a)Prospeção, conhecimento e acesso a novos mercados;

b)Processos colaborativos de internacionalização, da partilha de conhecimento e capacitação para a internacionalização;

c)Promoção internacional integrada da oferta nacional de bens e serviços.

Este Aviso não contempla a possibilidade de associar ao investimento uma componente específica de formação profissional.

Os efeitos do projeto a apoiar têm de se fazer sentir em pelo menos duas das três regiões objeto de apoio do presente Aviso.

Para saber mais sobre a natureza dos beneficiários, as condições, despesas elegíveis e taxas de financiamento, clique no link abaixo ou fale com o nosso especialista aqui.

Saber mais

 

 

Fase de Candidaturas

– FASE I:  de 12/06/2019 (início) a 12/07/2019 (fim)

– FASE II: de 13/07/2019 (início) a 31/10/2019 (fim)

– FASE III: de 01/11/2019 (início) a 31/01/2020 (fim)

Novidades
Back to top